Medos, amores, corações partidos

21:33 Matheus Abreu

writings on the wall
(via weheartit)

Vejo pessoas amedrontadas em todos os lugares e isso me assusta. Nasci amante da vida e das pessoas e ver gente com medo de amar é algo louco para mim.  Isso me faz pensar quase como uma daquelas velhas rabugentas que só sabem reclamar sobre os dias atuais, mas talvez essas reclamações tenham um pouco de fundamento. 

Eu sempre tive uma visão muito aberta sobre relacionamentos até estar em um de fato. Quando eu amo alguém e decido me entregar à pessoa eu levo isso ao pé da letra. Não acho que exista um certo ou errado nisso, mas eu geralmente acabo me machucando e tenho consciência de que isso é uma escolha minha. Vivemos a era dos aquários e eu entendo que tentar "prender" pessoas é tiro no pé, mas é difícil achar alguém que esteja disposto a enfrentar coisas difíceis em um relacionamento e por consequência isso gera uma insegurança que gera essa vontade de ter controle sobre o outro. 

Nunca vi problema em ter um único amor na vida inteira - por mais ridículo que isso pareça por motivos de ser um conto de fadas e não existir de fato. Sempre tento dar o melhor de mim em meus relacionamentos e fazer as coisas darem certo. Devo continuar pecando em algum aspecto, mas certamente não é por amar demais.

Tenho medo do que essa facilidade de sair de um relacionamento e pular em outro possa causar. Não quero mudar a visão de ninguém, muito menos interferir em relacionamentos alheios uma vez que isso não cabe a mim, apenas quero mostrar minha visão assustada sobre o assunto. Sou a favor do amor e continuarei amando sem me importar com as consequências. 

You Might Also Like

0 comentários

Formulário de contato