5/5 A Seleção

RESENHA: A Seleção - Kiera Cass

16:07 Matheus Abreu

Nome: A Seleção
Nome Original: The Selection
Autora: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Páginas: 362
Avaliação:  
logo Skoob
SinopsePara trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças de dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha.
Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes.
Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.

Okay, essa era uma das distopias que eu estava mais ansioso para ler e tenho que dizer que me encantei pela história. Nessa distopia, depois da 4ª Guerra Mundial os Estados Unidos, agora chamado de Illéa, está organizados politicamente em uma monarquia e socialmente dividido em oito castas, sendo a oitava a dos miseráveis e a primeira a realeza. Nossa heroína da vez se chama América, olhem só, ela é da quinta casta, nem miserável, nem ostentadora. Sua casta é responsável pelas artes e América é uma cantora e toca diversos instrumentos musicais. Bem, nessa parte muitas pessoas podem comparar o livro a Jogos Vorazes, mas tirando as características distópicas, os livros não têm nada a ver entre si. Quando o Príncipe completa 19 anos, é realizado um reality show para escolher quem será a nova princesa. Nesse reality show são escolhidas trinta e cinco garotas que vão morar por um tempo indeterminado no palácio e durante esse tempo o príncipe escolherá sua princesa. Obviamente América é escolhida e isso não é um spoiler, porém, ela não quer ser por motivos de: ela já tem um namorado, Aspen. Aspen é de uma casta inferior a sua o que dificulta imensamente a história.

Bem, sem mais delongas, vamos falar sobre a leitura antes que eu comece a realmente largar spoilers. Logo no início do livro eu já senti que ele era demais porque eu devo ter lido umas 50 páginas de início e pareceu que eu tinha lido, sei lá, 10. Isso é uma coisa que eu realmente gostei, tenho pavor de livros que tu lê uma página e parece que já leu vinte. Enfim, a leitura é super gostosa também. Kiera tem um ritmo perfeito. O livro é completo, a história, os detalhes e pra mim foi tudo na medida certa.

Outra coisa que eu adorei foi a veracidade de como as coisas acontecem se formos comparar com a vida real. Mais para o final do livro eu já achei que estava lendo uma biografia minha, porém enfeitada pelo tema. 

O livro é superrecomendável e quem é fã de distopias, vai amar o livro, tenho certeza. Marquei ele como preferido porque como disse, foi tudo na dose perfeita. O final dele é demais, nenhum cliffhanger nem nada que se sobressaia, porém é um final super digno. E me apaixonei pela Kiera nos agradecimentos! Meu Deus! Ela é muito fofa!

Até mais,
Matheus.


You Might Also Like

8 comentários

  1. Eu amei a Seleção. ♥
    Estou esperando passar essa minha fase de pobreza estrema (esse mês o negócio tá feio! rs), pra comprar A Elite.
    Como você disse, a leitura é super gostosa. Quando fui ver já tinha terminado. Li em menos de 24 horas. Me bateu uma certa tristeza na hora, confesso, mas adorei essa rapidez!
    >>>>>>>>>>>> CUIDADO, SPOILER <<<<<<<<<<<<
    Espero que América crie juízo e escolha ficar com Maxon. Porque sinceramente, ela devia mandar o esquisito do Aspen pra bem longe, ou pelo menos tentar evitá-lo.
    E esse papinho de que ele é orgulhoso, só queria o melhor pra ela e tal, pra mim é apenas mimimi.
    Em que mundo uma criatura entrega a namorada de mão beijada para um príncipe lindo e gostoso (pelo menos imagino assim), só pra satisfazer o orgulho besta dele. E vamos combinar, que apesar de América amar Aspen - ainda -, o príncipe Maxon é muito mais engraçado, atencioso, menos orgulhoso e tudo de bom e melhor do que esse carinha aí.
    Depois de praticamente ter abandonado a menina.. ela sofreu, tadinha. Ele ainda tem coragem de ir lá só pra atormentar, botando em risco a vida dos dois, só porque o planinho dele não deu certo? Ahh, me poupe.
    Detesto a Celeste. EVEJOSA. DEMÔNIA. PRAGA.
    Enfim, amei o livro demais. ♥♥♥

    Team Maxon, com certeza!
    E foi mal aí, quase fiz um segundo post nesse comentário. rs
    Beijos :*

    http://meualecrimdourado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim!!! América tem que ficar com o Maxon! Cara, ele é perfeito, meu Deus do céu! Não sei como ela pode cogitar querer ficar com o Aspen ainda. Ele é insuportável, super detesto ele. O Maxon é tão perfeito, suspirei o livro todo com ele.
      Eu também odeio a Celeste! Ódio mortal, queria que tivesse tido uma invasão e matado ela e pego o corpo pra fazer macumba!

      Capaz, adorei seu comentário hahaha
      Beijos,
      M.

      Excluir
  2. Adorei 'A Seleção' e 'A Elite", uma continuação digna, o livro é tão bom quanto o primeiro!
    Como eu queria fazer comentários sobre Aspen e Maxon em 'A Elite', fiquei com um pouco de raiva, mas o livro é ótimo!

    Arghh, também odeio a Celeste, aquela trouxa, sangue-ruim (que mistura hem, rs)

    Ah, amei a resenha ^.^
    Bj!

    mmanythings.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Risos, adorei o trocadilho hahaha
      Eu estou bem no início de A Elite, capítulo três eu acho, então não tenho muito o que comentar sobre, mas percebi que a Kiera continua com a narrativa ótima.

      Beijos e muito obrigado.

      Excluir
  3. Oi Matheus.
    Esse é livro que está me matando de curiosidade, só leio na blogosfera sobre America e Maxon, preciso arrumar o tempo e encaixar essa leitura.
    Adorei o fato de ser uma leitura que flui, gosto de livros assim : quando menos percebo já se passaram 50 páginas rsrsr.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paty, arrume um tempo mesmo porque vale MUITO a pena, mesmo. Já virou uma das minhas séries preferidas e algo que te prende demais, tu entra muito na história, nossa!

      Beijos, Matheus.

      Excluir
  4. Oii Matheus!
    Esse livro tá na minha meta desse ano e provavelmente será minha próxima compra, junto com A Elite.
    Normalmente eu não compro a série de uma vez, porque vai que eu não gosto do primeiro né. Mas nesse caso vou comprar os dois, porque não vi uma resenha negativa até agora, então não é possível que só eu não vou gostar! hehe

    PS: tem promoção lá no blog! Participe!

    http://maisumapaginalivros.blogspot.com.br/2013/06/promocao-de-ferias.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu geralmente faço o contrário, acabado comprando series inteiras porque bem ou mal, se comecei, quero terminá-las - e me ferrei porque comprei The Mortal Instruments e detestei. Mas pode comprar que eu garanto que vale a pena, é muuuuuito bom de ler, nossa!

      Opa, promo? Vou participar haha

      Matheus.

      Excluir

Formulário de contato