5/5 Delírio

RESENHA: Delírio & Pandemônio - Lauren Oliver

17:57 Matheus Abreu

Nome: Delírio
Nome Original: Delirium
Autora: Lauren Oliver
Editora: Intrínseca
Páginas: 352
Nota: 5/5
Sinopse: Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos. Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Ela nunca mais precisará se preocupar com o passado que assombra sua família. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas. Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar — mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?

Sabem aqueles livros que você compra sem muita convicção? Vi um anuncio de Delírio um pouco antes de seu lançamento no Submarino, curti a sinopse, mas parou por aí. Um dia qualquer vi o livro na  Saraiva, a capa dele era perfeita (ela brilha!) e eu decidi comprá-lo. Fiquei com o livro parado uns dois meses na minha estante até decidir lê-lo e quando comecei, simplesmente não consegui parar!


Vocês já devem saber que eu sou apaixonado por distopias e já falei em alguns posts que sou apaixonado por Delírio. Então, o livro conta a história da Lena que vive em um mundo pós apocalíptico, característica típica das distopias, onde descobrem que o amor é uma doença "a mais mortal das coisas mortais" e encontram a cura para o Amor deliria nervosa. Para algumas pessoas, essa pode ser a solução perfeita, só que lembrem, estamos falando de uma distopia. Todas as pessoas são obrigadas a passar pela cura quando completam 18 anos. O governo vê isso como a solução para tudo. Acaba-se o amor, acaba-se o ódio, as guerras. Lena tem um histórico familiar não muito bom, sua mãe era portadora do deliria e sofreu a intervenção três vezes, todas sem sucesso e então se matou, Lena foi criada pelos tios e dentro dessa parte do criada eu vi uma das cenas de mais incredulidade do livro, o tratamento que os pais têm com os filhos. Imaginem, se acaba o amor, acaba todos os tipos de amor, inclusive de pais, amigos, etc. Os pais agem de forma fria com os filhos e isso é até revoltante em algumas partes.

O mundo em que se passa a história é cheio de regras onde meninos não podem ter nenhum tipo de contato com meninas, uma vez que uma pessoa pode ser contaminada através de olhares ou toques. Lena tem uma melhor amiga, Hana, que é a minha personagem favorita. Hana não se importa com as regras e entramos em uma saga junto com a Lena de tentar parar a Hana de fazer coisas que são contra a lei.

No dia em que Lena é entrevistada para ser pareada a algum garoto apropriado para ela e passar pela intervenção, a sala onde ela está é invadida por vacas, ação dos que não foram curados e vivem fora das cercas, um lugar bombardeado e destruído. Durante esse evento da vaca, Lena vê Alex em uma especie de sala de observação.

Não preciso nem comentar que eles se apaixonam e é aí que ocorre o plot da história!

O livro é razoavelmente parado até os últimos capítulos onde mil coisas acontecem e o final é eletrizante. Sofri na espera de Pandemônio que foi de nada mais, nada menos que um ano e alguns meses! 


O livro é incrível e eu super recomendo. Ele é está nos meus favoritos e se você é fã de romance e distopias, TEM que ler esse livro!



Nome: Pandemônio
Nome Original: Pandemonium
Autora: Lauren Oliver
Editora: Intrínseca
Páginas: 304
Nota: 5/5

Sinopse: Dividida entre o passado — Alex, a luta pela sobrevivência na Selva — e o presente, no qual crescem as sementes de uma violenta revolução, Lena Haloway terá que lutar contra um sistema cada vez mais repressor sem, porém, se transformar em um zumbi: modo como os Inválidos se referem aos curados. Não importa o quanto o governo tema as emoções, as faíscas da revolta pouco a pouco incendeiam a sociedade, vindas de todos os lugares… inclusive de dentro.



Nesse segundo volume da série, Lauren continua com aquele ritmo delicioso dela e a leitura é muito gostosa. Eu tive que esperar muito tempo até o lançamento do livro então devorei ele como se não houvesse amanhã. Na realidade, não sei dizer se eu devorei o livro ou ele me devorou.

Depois do final épico de Delírio, Pandemônio dá uma continuidade confusa a história. Você demora um pouco até conseguir se adaptar aos capítulos alternados entre Antes e Agora, o que foi uma ideia genial! Ao mesmo tempo que ficamos sabendo o que aconteceu no Antes, não precisamos ficar tão ansiosos para saber o que está acontecendo no Agora. 

O livro é ótimo, porém trás um PUTA de um spoiler maldito na orelha da capa torando o final previsível, mas como Lauren é incrível, o final acaba sendo surpreendente do mesmo jeito, acabando do mesmo modo triunfal como Delírio.

Seguindo as características distópicas, a rebelião tem início no segundo livro da trilogia e posso compará-lo a Em Chamas, de Suzanne Collins, pois a fagulha da rebelião se acende aqui. 

A má notícia é que não tem nem data de lançamento do último volume da série no Brasil, o que é torturante, assim como foi com Pandemônio, pois o fim do livro te deixa roendo as unhas querendo saber o que vai acontecer. Super recomendo o livro! É um dos meus favoritos também!

Desculpem pelo post enorme, pessoal, simplesmente não consegui me conter!






You Might Also Like

5 comentários

  1. Spoiler na orelha de Pandemônio? Aff, que horrível!
    O ruim é que o final nem tem previsão de ser lançado, todos os fãs morrem de curiosidade pra saber o que acontece! haha
    Eu só li Delírio e gostei bastante. Espero conseguir ler Pandemônio logo também!

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, que ridículo. Acho que se não tivesse aquele spoiler ali o livro ficaria muito mais foda no final. Se tu ainda não leu, aconselho que não leia a orelha da frente! Sério.
      Sim, e o Requiem foi lançado em março lá, imagina só quando vai ser aqui! E os finais dos livros da série deixam muito o gostinho de quero mais! Mas beleza, teremos que esperar ou comprar Requiem em inglês mesmo (o que para mim é inviável já que tenho TOC e comprei os outros livros em português hahaha)

      Beijos,
      Matheus

      Excluir
  2. Como assim não tem data de lançamento do ultimo livro?? Acho um absurdo eles começarem uma série e não continuarem como em Strange Angels.

    Eu sempre leio os e-books dai msm se tiver em inglês eles traduzem ,sorte minha né.

    Vou colocar na lista logo depois de Seleção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem no Brasil. Lá fora acho que já foi lançado, pelo que eu sabia era pra março deste ano.
      Eu acho um absurdo esse hiatus horroroso que tem até eles lançarem no Brasil. Acho que os lançamentos deveriam ser simultâneos, é muita sacanagem!

      A Seleção é ótimo, estou lendo e super recomendando.

      Excluir
    2. genteeee, como é o nome do terceiro livro lá fora? Pesquisei mas não achei nada relacionado :((

      Excluir

Formulário de contato